ir para o Museu Virtual Brasil
A+ A-

Depoimentos

Enviado por marina em 20/08/2012 11:00:00 ( 1627 leituras )
Meu nome é Ângela Benvinda Carvalho da Silva, nasci no dia 4 de junho de 1949, na rua Alípio de Melo. Meu pai é José Moreira de Carvalho e minha mãe Olinda de Freitas. Nasci aqui embaixo na rua onde é a Editora Lê, depois mamãe construiu lá em cima e mudamos para lá quando eu tinha três anos. Fiquei nessa casa até me casar. Aqui no Jardim Montanhês tinha muito mato e poucas casas. Não existia muro nas casa e um vizinho gritava o outro e de longe dava para escutar. Lá de casa eu escutava o trem passando onde é a Via Expressa hoje. Aqui tinha o Campo do Palmeiras, que possuía muitos festivais, ...
Enviado por marina em 17/08/2012 11:50:00 ( 3159 leituras )
Meu nome é Neide Aparecida Malta Chaves, nasci em Carmópolis (MG) e trabalho há quinze anos na Escola Estadual Eliseu Laborne e Vale. Em meados da década de 60, o Sr. Inácio Andrade Melo cedeu um barracão para construir uma escolinha, porque o Grupo Professor Morais, muito frequentado por crianças do Jardim Montanhês, era longe. Para ir até ele, era preciso atravessar o Aeroporto, o que era perigoso. Então, abriram essa escolinha, que foi tendo uma extensão de séries. O Governador Magalhães Pinto, em 1970, mandou construir novas instalações no local onde seria a nova sede da escolinha, que re...
Enviado por marina em 16/08/2012 17:30:00 ( 1626 leituras )
Meu nome é Conceição Gomes Muniz nasci em 30 de março de 1930, no bairro Bela Vista, em Belo Horizonte. Meu pai, Manoel Antônio Gomes, era lavrador e a minha mãe, Ana Teixeira Gomes, era do lar. Tenho dois filhos e quatro netos, três moças e um rapaz. A maior parte da minha infância eu passei no Jardim Montanhês. Meu pai arrendou uma fazenda no Montanhês antes de eu nascer, ele trabalhou lá uma época morando na Bela Vista, depois que eu já tinha um ano ele foi para lá. Aí mudamos todos, minha mãe com os filhos, nós éramos oito. Na fazenda meu pai plantava horta para o Inácio, que era o dono d...
Enviado por marina em 16/08/2012 14:52:05 ( 1200 leituras )
Meu nome é Maria Cândida de Souza, tenho 86 anos e sou viúva. Perdi meu marido há vinte e oito anos. Depois perdi uma filha, que tinha quarenta anos, ela era concursada com quatro empregos. Depois eu perdi meu filho que morreu novinho. Eu também criei uma menina, peguei ela nenenzinha, porque a mãe dela bebia muito. Essa menina, a Cíntia, ela estudou, formou no segundo grau e fez enfermagem , fez computação, fez concurso na prefeitura e não conseguia emprego. Ela foi ficando aborrecida e adoeceu, não teve nada que a curasse. Tem cinco meses que ela se foi, ela era uma santa, ela morreu com vi...
Enviado por marina em 16/08/2012 14:20:00 ( 4564 leituras )
Meu nome é Osias Ribeiro Neves. Eu também sou do Jardim Montanhês, lugar em que nasci e vivi até meus 28 anos. Sou o segundo filho dos onze do casal Raymundo Cândido Neves e Izabel Ribeiro Neves. Meu avô Alípio Ribeiro da Silva veio de Oliveira com suas três filhas menores e comprou um lote na vila em 1932, na atual Rua Estevão de Oliveira, onde sua filha Ambrozina já morava. Depois outro filho seu, tio Eurípedes (Didi), comprou o terreno acima na esquina da Rua Lorena e naquele quarteirão chegou a morar todos os seus filhos, Ambrozina, Otávio, Didi, Francisca (Chica), Maria (Lia) e minha mãe...

Escritório de Histórias
Rua Monteiro Lobato, 315 sala 402 - Bairro Ouro Preto - Belo Horizonte- MG Cep: 31310-530 Telefone: 31 3262-0846

Entrar | Créditos
Bertholdo © 2009