ir para o Museu Virtual Brasil
A+ A-

Diário de campo

Enviado por aline em 02/10/2012 11:00:00 ( 694 leituras )
No dia 24 de agosto eu e minha colega de trabalho, Marina Camisasca, visitamos a Escola Estadual Eliseu Laborne e Vale. Na ocasião enquanto aguardávamos a diretora e a orientadora pedagógica da escola buscar algumas fotos antigas da instituição, uma mulher que estava na sala dos professores, onde aguardávamos, começou a nos contar sobre o tempo em que vivia no bairro Jardim Montanhês.  Entre uma fala e outra ela se lembrou de uma amiga, de nome Fátima Porto, que conhecia muitas histórias sobre a origem do bairro. Histórias que divergiam de outras contadas pela população. Diante daquela informa...
Enviado por marina em 26/09/2012 11:58:25 ( 716 leituras )
Da casa de pedra, restam atualmente só alicerces, paredes rebocadas e lembranças. Chegando no local, o que se vê é um muro alto e um pequeno portão branco. O quintal é espaçoso e ainda tem algumas árvores, mas o lote foi dividido entre dois irmãos e duas novas casas, uma colada na outra, foram construídas no lugar da casinha histórica.D. Maria é uma senhora ágil, que fala manso e agudo, mas não gosta muito de rodeios, vai direto ao assunto. Durante a conversa, ela riu da própria história, falou com saudades dos pais e demonstrou ter muita ligação com a família.No segundo dia em que nos encont...
Enviado por marina em 26/09/2012 11:56:43 ( 683 leituras )
Roberto não mora mais no Jardim Montanhês, mas quis dizer que ainda mora porque gosta muito do bairro e fica muito por lá. A entrevista ocorreu na casa de sua mãe, D. Hilda, moradora do bairro há 31 anos.A casa se destaca na rua Estevão de Oliveira. Na calçada, existem duas grandes castanheiras; no jardim, árvores e pequeninas flores vermelhas, próximas a um enfeite grande de cogumelos da mesma cor. As paredes azulejadas da varanda e a ausência de telhado colocam a casa diferente das demais. O final da rua dá de encontro com os muros do Aeroporto Carlos Prates e, a toda hora, se escutam os av...
Enviado por marina em 20/08/2012 11:19:18 ( 638 leituras )
A casa de D. Lourdes se situa na rua Belo Vale, número 95. A residência tem um muro muito alto que permite que ninguém veja a casa por dentro. Quando a entrevistada abriu o portão me recebeu muito bem e foi logo dizendo que não tinha muito para contar. Mas ao longo da conversa ela contou várias histórias interessantes sobre o Jardim Montanhês e sobre sua vida. Pude perceber que D. Lourdes é uma pessoa forte e cheia de saúde. A sua casa é grande e no quintal há um jardim cheio de plantas, flores e um pé de jabuticabas, que estava carregadinho.  D. Lourdes é uma mulher que teve uma vida difícil...
Enviado por marina em 20/08/2012 10:40:00 ( 628 leituras )
Eu nunca tinha ouvido falar do bairro Jardim Montanhês, apesar de já ter passado próximo à região inúmeras vezes. No horário em que fui fazer a entrevista com D. Ângela o bairro aparentou ser bastante tranquilo, embora tenha uma avenida muito movimentada, a Dom Pedro II. No bairro achei muito interessante a Igreja do Chapéu e o bar, que são dois pontos de encontro. Achei a forma física da igreja diferente e o bar tem cores que chamam a atenção. O bairro é bastante simples, com casas humildes. Não tive contato com pessoas do bairro, a não ser D. Ângela. Luciana e eu fomos muito bem recebidas e...

Escritório de Histórias
Rua Monteiro Lobato, 315 sala 402 - Bairro Ouro Preto - Belo Horizonte- MG Cep: 31310-530 Telefone: 31 3262-0846

Entrar | Créditos
Bertholdo © 2009