ir para o Museu Virtual Brasil
A+ A-

Depoimentos

Enviado por museu em 28/04/2015 14:50:00 ( 2349 leituras )
Meu nome é Maria Célia de Paula Braga, mas artisticamente sou conhecida como Celinha Braga. Nasci em Belo Horizonte, mas vivi a minha infância no interior de Minas Gerais, nas cidades de Bocaiúva, Montes Claros e Oliveira. Meu pai, como funcionário do Banco do Brasil, era sempre transferido, por isso tantas mudanças. Quando eu tinha 11 anos a minha família voltou para Belo Horizonte e foi morar no bairro do Santo Agostinho. Sou de uma família grande, com seis filhos. Quando eu me casei, em 1985, me mudei para Pampulha e desde então ...
Enviado por luisa em 15/03/2013 12:40:00 ( 3208 leituras )
Meu nome é Ricardo Afonso Raso, nasci em Belo Horizonte, em dezembro de 1960. Sou engenheiro, advogado e analista. Estou Diretor Geral da ADEMG (Administração de Estádios do Estado de Minas Gerais), autarquia pública que administrou o Mineirão, construiu e administra o Mineirinho e construiu também o CEU (Centro Esportivo Universitário) e que sempre foi baseada na Lagoa da Pampulha.  Minha relação com a Pampulha se dá em vários âmbitos. Formei-me em Engenharia Civil na UFMG, onde mais tarde fiz An&...
Enviado por luisa em 25/02/2013 15:00:00 ( 4751 leituras )
Meu nome é Wilson Teixeira Moreira, nasci em Sete Lagoas, Minas Gerais, e com os meus pais e meus três irmãos passei minha infância em Pedro Leopoldo, lugar onde continuei frequentando quando mais velho de trem. O meu pai era ferroviário e devido a isso eu e meus irmãos, José, Waldir e Maria Zilá, tínhamos passe-livre, ou seja, a oportunidade de viajar gratuitamente. Mudei para Belo Horizonte aos 13 anos de idade e lá iniciei minha trajetória profissional.  A princípio, meu sonho era cursar Medicina. Por&ea...
Enviado por aline em 22/01/2013 11:10:00 ( 2492 leituras )
Sou morador da região da Pampulha, mas, quando criança, morei próximo ao Córrego do Pastinho, onde brincava em suas límpidas águas. Também pesquei bagres no Córrego Sarandi e no Ressaca assim como acarás, piabas e traíras na Lagoa da Pampulha. É também às  margens da Lagoa que faço minhas caminhadas aos finais de semana e, enquanto caminho observo o quanto estamos destruindo aquele espaço de beleza e de lazer. Esgotos chegam de várias fontes, sendo o maior volume dos córr...
Enviado por museu em 23/03/2011 16:00:00 ( 1693 leituras )
 Desde que me tornei pesquisador cultivava o desejo de contar a história do bairro em que nasci a partir da memória das pessoas que lá residiam, especialmente aquelas que eu conhecia e das quais ouvira muitas histórias interessantes. Por muito tempo não vi possibilidades de fazê-lo, mesmo colecionando uma série de anotações e recortes de jornais. Vivi no Jardim Montanhês por 27 anos ou, principalmente, parafraseando Carlos Drummond, nasci no Jardim Montanhês, quando este se chamava Villa Minas Gerais e era um recant...

Escritório de Histórias
Rua Monteiro Lobato, 315 sala 402 - Bairro Ouro Preto - Belo Horizonte - MG - Cep: 31310-530- Telefone: (31) 3262-0846

Entrar | Créditos
Bertholdo © 2009